Pular para a página principal

Dores frequentes em recém-nascidos

O bebê recém-nascido também sente dor. Mesmo com pouco tempo de vida, o bebê já detecta sensações dolorosas, graças a mecanismos do corpo:

  • Anatômicos
  • Neuroquímicos
  • Funcionais

Nesses casos, algumas reações podem ser apresentadas, como: choro, rigidez, alterações faciais e perda de apetite. Por isso, esteja atento aos sintomas e mantenha a calma, afinal seu bebê precisa de você!

Por exemplo, cólicas, refluxo e dores de ouvido são algumas condições que podem causar desconforto.

Às vezes, a dor pode representar uma condição comum, mas algumas condutas podem evitar, aliviar ou até eliminá-las. Mas o que fazer nesses casos?

Seguem dicas para uma conduta emergencial: 

  1. Tente identificar o causador da condição;
  2. Não faça movimentos bruscos com o bebê;
  3. Mantenha o ambiente tranquilo;
  4. Não se desespere;
  5. Em casos de dores intensas, analgésicos são indicados com orientação médica.

Referência: Balda R, Guinsburg R. Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). A linguagem da dor no recém-nascido. Acessado em: 03 out 2019. Disponível em: https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/DocCient-Neonatol-Linguagem_da_Dor_atualizDEz18.pdf.

Veja também